Agenda

LIVRO: RUMO AO INCONSCIENTE PSICANALÍTICO | Autógrafo às 19h.

5 de setembro, 2013
Capa Livro Henrique Fróes

LIVRO: RUMO AO INCONSCIENTE PSICANALÍTICO

AUTOR: HENRIQUE FROES

EDITORA: PLACEBO

LOCAL:CARPE DIEM 104 SUL/ – 05-09-2013.

 

Um passeio pela história do inconsciente

 

Livro aborda desde as origens do conceito até as primeiras elaborações sobre o lado escuro da consciência feitas por Sigmund Freud no nascimento da psicanálise

 

Não é preciso ser um profundo conhecedor de psicologia para saber o que é o inconsciente e associá-lo naturalmente ao pensamento freudiano. Tal conceito foi incorporado à cultura ocidental de forma definitiva junto com outras elaborações teóricas da psicanálise, tais como complexo de Édipo, fixação na fase oral (ou anal), sublimação, etc. No entanto, ao contrário do que muitos podem pensar, o conceito de inconsciente não foi criado por Sigmund Freud. Pelo menos dois séculos antes do mestre vienense dar seus primeiros passos em direção à elaboração de uma nova terapia, já se pensava e escrevia sobre o lado desconhecido da consciência.

Esse é o ponto de partida do livro Rumo ao inconsciente psicanalítico: das origens do conceito às primeiras elaborações freudianas, escrito por Henrique Fróes e publicado em formato e-book pela editora portuguesa Placebo. A obra, que será lançada oficialmente no dia 05 de setembro no restaurante Carpe Diem, apresenta ao leitor a história de elaboração desse conceito, que perpassa os séculos XVIII e XIX e se estende pelos campos da filosofia, das artes, da medicina e da psicologia. De forma atraente, o livro resgata o pensamento de autores como Leibniz, Goethe, Nietzsche, Schopenhauer e Charcot, entre muitos outros, que contribuíram com suas reflexões sobre a natureza e as características do que se entende por inconsciente.

Na obra, também é narrada a história de como a clínica médica foi se deparando com os fenômenos do inconsciente. O tratamento dos casos de histeria, sonambulismo, dupla personalidade e fenômenos paranormais foram revelando algo de misterioso e oculto na psique humana, que não poderia ser rotulado de loucura ou fingimento.

O livro também aborda a relação que Freud estabelece com as abordagens do inconsciente que o antecederam, mostrando como o pai da psicanálise se apropria, primeiramente, de outras concepções até que ele inicie uma elaboração própria do que seria tal conceito.

 

Sobre o autor: Henrique Fróes é jornalista, com mestrado em Psicologia Clínica e Cultura e especialização em Teoria Psicanalítica, ambos pela Universidade de Brasília.

Sobre a editora: A Placebo é uma editora portuguesa dedicada a publicações na área das ciências sociais e da saúde, principalmente da psicologia, a estudantes, profissionais, e professores, assim como ao público em geral, privilegiando a distribuição de livros em formato digital de autores de língua Portuguesa a preços reduzidos.