Blog do La Rocque

Promoção válida em todas lojas Carpe Diem!

Comente

PROMOÇÃO VINHOS CARPE DIEM.

 

 

 

Comente

arte jogo

Comente

Passaporte

Leia o regulamento, participe e ganhe.

*Promoção válida para refeições a partir de R$ 30,00.

 

Comente

Comente

IMG_3683

Parrilla é um sistema de grelhas móveis usadas e criadas pelos uruguaios e argentinos para preparar carnes.

Esse sistema diferentemente das churrasqueiras tradicionais usadas no Brasil, apenas as brasas quando incandescentes são utilizada para assar as carnes, peixes, frango, ovinos e suínos.

A madeira ou o carvão são queimados separadamente, evitando que a queima do carbono interfira no gosto do alimento, esturricando as peças que estão sendo assadas.

A queima do carvão separada do alimento é o maior benefício da parrilla. O mecanismo possibilita que o carvão seja queimado em um recipiente isolado, e uma peça puxa a brasa e a aproxima das carnes. O resultado dessa queima com as brasas é uma carne que não fica defumada e possui um sabor muito característico. A carne é assada com o calor, esse isolamento e a falta de contacto com a fumaça e o fogo direto atribuem à carne um sabor mais autêntico com menos interferências que alterem o sabor.

Carne mais saudável:

Como as carnes não são furadas pelos espetos e mantidas integras sobre as grelhas, o sangue não escorre e fica conservado no interior das peças, agregando um outro paladar as carnes. O resultado final obtido pela utilização da parrilla é uma carne mais macia e suave com gosto de grelhado. Uma das características principal é o fato da carne ficar com menos gordura, pois se na churrasqueira tradicional a carne é banhada na própria gordura, na parrilla a gordura escorre pelas laterais onde ficar armazenada, tornando a carne mais saudável. A inclinação das canaletas faz com que a gordura não seja acumulada, fritando a carne.

A parrilla pode ser usada para preparar todo tipo de cortes de carnes, altos, baixos, carne bovina, suína, ovina, frango, embutidos, peixes, legumes e verduras. A regulagem das alturas e quantidade de brasas e a intensidade de calor este diretamente ligado à forma de preparo e modo de finalização e ponto desejado de degustação.

Mais saudável e mais saborosa as carnes feitas na parrilla devem ser apreciadas e degustadas por todos aqueles que são amantes das carnes preparadas na brasa, e aprecie a diferença das carnes com menos gordura, sem gosto de fumaça e com a certeza de provar o verdadeiro sabor que cada tipo de corte proporciona.

A Parrilla do Carpe Diem se caracteriza por servir diversos cortes especiais e tradicionais de carne e a partir do dia 26 de dezembro estaremos fazendo uma promoção especial para as mulheres especialmente preparadas pelo nosso Chefe Fernando La Rocque:

Comente

Precisamos resgatar e valorizar os clássicos da nossa cozinha.

Os cozinheiros e Chefes brasileiros precisam começar a valorizar, utilizar e exigir do mercado produtor a disponibilizarão desses produtos únicos que somente são encontrados no nosso território, em especial na região amazônica. Quando queremos produzir alguns pratos, por exemplo, onde esses produtos são utilizados a exemplo do tucupi, folhas de jambu, chicória; encontramos grande dificuldade de encontrar produtos de qualidade e frescos, imagine uma dona de casa que queira fazer um pato no tucupi a dificuldade de encontrar no mercado normal esses ingredientes. Acho que está na hora das indústrias de alimentos do Brasil procurar disponibilizar esses ingredientes ao publico em geral espalhados por todo o Brasil. 

As revistas especializadas em gastronomia valorizam mais as noticias oriundas do exterior, a exemplo dessa tal cozinha molecular que acabou tornando-se a alta gastronomia do momento, ninguém merece. Acho que é o momento dos brasileiros valorizarem e enaltecerem os seus ingredientes, e começarem a perceber que alta gastronomia é comida de verdade e das boas!Valorizando os produtos que são utilizados e não embolando a boca dos comensais com um monte de baboseiras e texturas que não fazem sentido.

 A possibilidade de poder passar algumas receitas com ingredientes brasileiros, é uma oportunidade de voltar a valorizar as nossas coisas e poder expressar a nossa cultura culinária e poder fazer que os brasileiros entendam a sua grandiosidade e as suas particularidades.

A exemplo disso colocamos como Sugestão do Chefe no Carpe Diem La Parrilla do Brasília Shopping o prato “(FILHOTE NA BRASA AO MOLHO DE TUCUPI E JAMBU), é uma rara oportunidade de saborear esses ingredientes tão brasileiros e únicos”. 

Essa seção do nosso site terá por objetivo oferecer aos nossos clientes receitas dos pratos clássicos da nossa gastronomia.

Primeiramente estaremos oferecendo duas receitas: um prato da região amazônica e outra da tradicional culinária baiana.

PATO NO TUCUPI: Chefe Fernando La Rocque

INGREDIENTES:

1 pato / 4 colheres de sopa de cebola picada /4 colheres de sopa de alho picado

100 gramas de bacon picado / 5 tomates maduros / Pimenta de cheiro a gosto

Folhas de louro / 25 ml de vinagre branco / Suco de 1 limão /Sal e pimenta do reino a gosto

4 colheres de sopa de azeite de oliva / 4 xícaras de tucupi – 900 ml / Folhas frescas de jambu, chicória e alfavaca.

PREPARO:

Corte o pato pelas juntas. Colocar em um tabuleiro e temperar o pato com alho, cebola, vinagre, louro, azeite, sal, pimenta de cheiro, sal e pimenta do reino.

Em forno pré aquecido em temperatura média, coloque o tabuleiro com o pato temperado para assá-la juntamente com os pedaços de bacon picado. Asse durante aproximadamente 40 minutos ou até que fiquem dourados e macios. Retire do forno e deixe esfriar.

Numa panela grande adicione o tucupi e deixe ferver, coloque então as folhas de jambu, chicória e alfavaca. A seguir junte o pato com o molho do tabuleiro ao tucupi fervido, deixe cozinhar em fogo brando até a carne do pato ficar bem macia quase soltando dos ossos, mais ou menos 30 minutos aproximadamente.

Servir o pato bem quente acompanhado de arroz branco, farinha de mandioca torradinha e molho de pimenta de cheiro feita com azeite de oliva, suco de limão, salsinha, sal e tucupi.


BOBÓ DE CAMARÃO – Chefe Fernando La Rocque


INGREDIENTES:

1 kg e 200 gramas de camarão médio limpo sem casca / 1 ½ kg de mandioca cozida.

2 cebolas picadas /1 colher de sopa de alho picado 8 tomates  cortados em cubos sem pele e semente.

1 pimentão vermelho assado sem a pele e semente/ 2 colheres de sopa de azeite de dendê.

5 colheres de sopa de azeite de oliva / 4 xícaras de caldo de camarão.

3 xícaras de leite de coco / 3 colheres de sopa de salsinha e cebolinha verde picada.

5 colheres de sopa de coentro picado / Suco de limão a gosto Sal a gost.o

2 folhas de louro / Pimenta de cheiro a gosto.

PREPARO:

Coloque a mandioca em um processador (liquidificador) juntamente com o caldo de camarão e os pedaços de pimentão assado, até virar um purê cremoso.

Em uma panela refogue a cebola e o alho com o dendê e o azeite de oliva, junte os camarões e refogue até ficarem macios. (retire os camarões e guarde em local aquecido).

Adicione os tomates ao refogado de cebola e alho, junte o purê de mandioca, o leite de coco e deixe ferver. (nesse ponto pode bater novamente o purê com todos os ingredientes). Volte o purê para a panela, adicione os camarões reservados, tempere com sal, pimenta do reino, de cheiro e deixe ferver por mais 4 minutos, finalize com a salsinha, cebolinha verde e coentro.

Servir com arroz branco e acaçá (receita abaixo)

Receita de acaçá:

Mingau de farinha de arroz e leite de coco:

1 xícara e meia de farinha de arroz + 1 xícara de leite de coco + 4 xícaras chá de leite + sal e açúcar a gosto (manteiga ou azeite opcional).

Misture bem todos os ingredientes e leve ao fogo baixo, mexendo sempre até obter um mingau consistente que solte do fundo da panela. Servir quente como acompanhamento do bobó, vatapá, moqueca etc.

 FERNANDO LA ROCQUE

Comente

MailMkt_Pizza-03

Comente

Quer lançar seu livro em um dos restaurantes Carpe Diem?

Ligue para nossa central de reservas: 61-3325-5301 ou nos envie uma mensagem pelo nosso site: www.carpediemrestaurante.com.br.


Comente

assinar o RSS

Busca

Categorias

Comentários

  • tulio: Boa Tarde, primeiramente você deverá se dirigir a nossa Gerente do Terraço e fazer juntamente com ela a...
  • Ana claudia: Verifiquei que paguei 10 reais a mais na minha conta hoje no almoço. Como devi proceder?
  • tulio: Prezado, Todas informações, favor entrar em contato com o telefone 3325-5301.
  • tulio: Boa Tarde Rodrigo, nós fizemos em uma empresa chamada SCHEER www.scheer.com.br Nosso contato lá é o Maurício...
  • Rodrigo Motta: Muito legal o artigo. Gostaria de fazer uma parrilla na minha casa mas nao estou conseguindo o...